Entrevista com os técnicos da Seleção Brasileira de Taekwondo

Nossos atletas da seleção juvenil conseguiram resultados inéditos no Campeonato Mundial em Taipei. Os técnicos que acompanharam essa conquista garantem que boa parte do mérito se deve a atual confederação, CBTKD, que desenvolveu um trabalho positivo com as equipes de base. No retorno para o Brasil, os técnicos da Seleção Brasileira concederam uma entrevista para o site da CBTKD. Confira a reportagem abaixo ou acesse o link da matéria:

http://www.cbtkd.com.br/principal/noticias_cbtkd/view.asp?id=2159

CBTKD: Qual o balanço que vocês fazem dos resultados alcançados em Taipei pela Seleção Brasileira Juvenil? 

Rivanaldo Freitas: Os resultados obtidos foram reflexo do planejamento que antecedeu toda a preparação para estas competições, tais como o Camping Internacional e toda a logística disponibilizada pela CBTKD, pois mesmo os atletas que não conseguiram medalha tiveram um bom desempenho nas competições.

Lécio Mizael: Saímos do Brasil em busca de resultados, pois acompanhamos de perto o empenho e comprometimento da equipe da CBTKD para viabilizar o camping na Coreia do Sul e participação das duas competições em Taipei. Acredito que o camping fez a diferença e, após seis dias de treinamento em dois períodos com a mais conceituada equipe universitária da Coreia, ficamos mais motivados e preparados para competir o Campeonato Mundial e a Seletiva Pré-Olímpica, onde, por muito pouco, não conquistamos a terceira vaga. No campeonato mundial, apenas um atleta tinha experiência internacional e isso faz muita diferença para estes jovens. A medalha de ouro veio no último dia de competição com o nosso atleta e capitão da equipe, Edival Marques. Foi ele quem lutou, só que a conquista foi de todos. Comemoramos e recebemos este titulo de forma coletiva, considerando que “a Seleção Brasileira Juvenil de 2014 foi campeã mundial”. Foi um trabalho em equipe, com amizade, profissionalismo e determinação. Esta foi a nossa receita para o título.

Rodney Saraiva: Nos primeiros Jogos Olímpicos da Juventude, em 2010, não classificamos ninguém , sendo que nesta edição classificamos dois atletas: Edival Marques e Milena Titoneli, ambos medalha de bronze; O Edival foi impecável na competição, passou por cima de todos adversários e só perdeu para o atleta russo na semifinal. Ele ficou inconformado, queria o ouro mas nós da comissão técnica conversamos com ele, ali mesmo na área de aquecimento, após a luta, para o tranquilizarmos. Explicamos que foi ótimo o resultado e que era mais importante a vaga nos Jogos e ouro no Mundial do o contrário. Ele se motivou e logo no dia seguinte treinou em dois períodos, todos os dias até ao mundial, com espírito, postura e conduta de campeão. A Milena é uma atleta muito jovem e muito obediente taticamente. Venceu duas lutas, sendo que na segunda luta teve um desempenho espetacular contra a Jordaniana, que também é uma atleta muito boa e muito alta. A Milena perdeu na semifinal para os EUA, mas o importante é que garantiu mais uma vaga com medalha. Foi emocionante ver o Brasil duas vezes no pódio. Não posso deixar de comentar que a terceira medalha escapou por pouco com o Paulo Ricardo, que venceu lutas de grandes adversários, mas perdeu para a Holanda na luta que o levava para a medalha. Quanto ao Mundial, partimos animados. Lutamos muito bem nos três primeiros dias, vencemos países como Coreia, Espanha e EUA e mostramos a qualidade do taekwondo brasileiro. Todas as nossas lutas foram bem disputadas, mas a sorte não brilhou para nós. Quatro medalhas de bronze escaparam das nossas mãos com Paulo Ricardo novamente, com Danielle Oliveira e com as duas Milenas. Voltamos arrasados, mas Deus preparou toda felicidade para nós no último dia. Lutaram mais quatro atletas, entre eles o nosso campeão Edival. Atletas e Comissão Técnica torceram, numa união que eu jamais vi. Ali a gente representava não só o Taekwondo Brasileiro, mas uma nação inteira, do Oiapoque ao Chui. O Edival conseguiu conquistar esse título inédito, sendo o primeiro brasileiro campeão mundial juvenil de Taekwondo, na categoria masculino. Foi, sem dúvida, a maior emoção em toda a minha carreira de técnico. Na hora da premiação, foi uma grande emoção ouvir o hino nacional e ver o Brasil no lugar mais alto do pódio e a bandeira subindo e todos nos abraçados. Foi lindo , foi um presente de Deus, foi a última luta da competição. A vitória foi no Golden Point e a felicidade e alegria entre nos só aumentava a cada segundo! Foi brilhante! Muitos árbitros vieram tirar foto com toda a equipe, recebemos diversos elogios de árbitros, técnicos e dirigentes de outros países, não só pelo ouro mas pela conduta na competição e pela forma com que lutamos.

CBTKD: De que forma o Camping na Coreia contribuiu para o desempenho dos nossos atletas?

Rivanaldo Freitas: O camping proporcionou aos nossos atletas a oportunidade de conviver e treinar com atletas da universidade de Yong In, referência no esporte daquele país. Estas vivências trouxeram uma maturidade impar que, juntando a todo o potencial técnico dos atletas, fez a diferença nesta Seletiva e no Mundial e vai servir para toda a vida.

Lécio Mizael: Durante o camping proporcionamos um ambiente agradável para os atletas tanto nos treinos quanto fora. Mantivemos um bom relacionamento entre eles e os treinadores. Isso contribui para superarmos o frio de 0° a 6°, a alimentação diferente e a distância da família. Aproveitamos cada minuto dos treinamentos, não tivemos atletas lesionados e muito menos desmotivados, fomos elogiados várias vezes pelos treinadores e atletas coreanos. Treinamos como se estivéssemos competindo, depois foi só reproduzir na competição.

Rodney Saraiva: Tenho certeza que o camping e toda a experiência adquirida em Taiwan vão colaborar de forma positiva na carreira desses atletas.

CBTKD: Como é que a equipe em geral encarou esta oportunidade proporcionada pela CBTKD?

Rivanaldo Freitas: Eu, particularmente, encarei como um desafio, pois sabia o quanto a CBTKD tinha trabalhado para proporcionar aquela oportunidade única de um Camping Internacional na Coreia, tanto para nós técnicos e atletas. Tinha consciência do quanto seria importante para o Taekwondo Brasileiro a conquista das vagas para os Jogos Olímpicos da Juventude e uma medalha de ouro no Mundial. Com isso me cobrei muito e procurei aproveitar todas as experiências do camping e levá-las a Taiwan em busca de um resultado positivo para o nosso país.

Lécio Mizael: Estamos no caminho certo e não foi por acaso que o Edival se sagrou campeão do mundo. O Taekwondo Brasileiro está descentralizado. De norte a sul, de leste a oeste, todos têm as mesmas oportunidades de chegar à Seleção Brasileira.
A Seleção Brasileira Juvenil teve apoio e tratamento como as principais potências do esporte. Sentimo-nos valorizados pela CBTKD e pelo COB. Isso fez a diferença! Tivemos Camping e competições com todas as despesas pagas, recebemos uniformes completos e, o mais importante, tivemos liberdade e transparência para trabalharmos.

Rodney Saraiva: Estou na Seleção Juvenil como técnico desde 2007, sendo que esse foi o meu quarto Campeonato Mundial. Nunca tivemos tanto apoio. A CBTKD rebentou! Esse é o caminho para o sucesso: acreditar no potencial desses jovens! Basta ver os atletas que passaram pela Seleção Juvenil, desde que sou técnico, e que hoje estão na Seleção Brasileira Adulto 2014: João Miguel Neto, Guilherme Dias, Felipe Kenji, Gustavo Almeida, Valéria Rodrigues, Gabriela Toledo, Julia Vasconcelos e Raphaella Galacho.

CBTKD: Quais as vossas expectativas para o desempenho do Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude (YOG)?

Rivanaldo Freitas Tenho a certeza de que vamos trazer um excelente resultado. Os nossos atletas estão no mesmo nível dos demais classificados e, com a experiência adquirida no Camping e nas duas competições, acredito que chegamos nos YOG para brigar pelo ouro.

Lécio Mizael: As minhas expectativas são as melhores. Edival Marques e Milena Titoneli são atletas talentosos, humildes e determinados. Estamos cientes de que a Seletiva foi o primeiro passo e que a meta principal é o título em Nanjing. Vamos corrigir nossos erros e aperfeiçoar ainda mais nossas qualidades. Sabemos que não vai ser fácil, mas estamos entre os melhores e nossos atletas contam com treinadores e equipes qualificadas para treinar ainda mais para os Jogos Olímpicos.

Rodney Saraiva: Tenho certeza que vamos representar o país muito bem nos Jogos Olímpicos da Juventude. O Edival e a Milena vão atrás desse ouro, podem apostar.

CBTKD: Pretendem acrescentar algo?

Rivanaldo Freitas Queria dizer que este resultado é fruto de um planejamento desenvolvido pela Nova CBTKD, na pessoa do nosso presidente GMs. Carlos Fernandes, que sempre acreditou e apoiou a Seleção Juvenil, e da dedicação e competência da equipe técnica composta pelo mestre Jadir Fialho, Paulo Rocha e Danilo Malafaia, sem esquecer os contatos internacionais através do mestre Cesar Valentim. Graças a este conjunto de esforços, conseguimos executar todas as ações que possibilitaram a realização deste projeto vitorioso. Agradeço a Deus por ter me dado a oportunidade e as bênçãos ao sentar como técnico nos seis combates travados pelo atleta Edival Marques, o que resultou na sua conquista como campeão , agradeço também a confiança do nosso coordenador mestre Junior Maciel, que de forma profissional,competente e responsável implantou uma metodologia vitoriosa dentro da Seleção Juvenil do Brasil. Aos meus companheiros técnicos, mestre Lécio Mizael e mestre Rodney Saraiva, agradeço pela amizade, companheirismo e ensinamentos. Parabenizo os atletas pelo comportamento e compromisso com a Seleção e pela doação no momento das lutas, nas quais buscaram em todos os momentos e com todas as suas forças trazer um resultado positivo para o nosso país. Quero parabenizar também todos os técnicos formadores que contribuem diariamente para o crescimento do taekwondo brasileiro.

Lécio Mizael: Agradeço a Deus e a todos da CBTKD, em especial à nossa comissão técnica e atletas, liderados pelo mestre Junior Maciel. Foram 20 dias muito produtivos de convivência e trabalho do outro lado mundo. Este resultado foi fruto de todo processo que foi iniciado com a nova gestão da CBTKD. Sentimos orgulho de cantar o nosso hino e ver a nossa bandeiro no lugar mais alto. Também fizemos o ginásio todo ouvir o nosso grito “eu sou brasileiro com muito orgulho com muito amor”.

Rodney Saraiva: Foi uma honra representar o país em duas das mais importantes competições da categoria Juvenil. Gostaria de agradecer à CBTKD, ao nosso presidente Carlos Fernandes, ao nosso coordenador Jadir Fialho, aos guerreiros Paulo Rocha e Danilo Malafaia, sem os quais esse resultado não teria acontecido. Quero também agradecer ao coordenador da Seleção Juvenil. Alberto Maciel Junior, aos técnicos mestre Rivanaldo e mestre Lécio , e a todos os atletas que representaram o país na Seletiva para os Jogos Olímpicos da Juventude 2014 e no Campeonato Mundial.
É importante que todos tenham conhecimento de que a CBTKD deu toda a estrutura para a Seleção Juvenil, que fizemos um camping preparatório na Coreia de 10 dias para a Seleção que disputaria a vaga para os YOG 2014 e que todas as despesas de viagem, hospedagem, alimentação foram pagas pela CBTKD, tanto na Coreia como em Taipei, sendo que também ganhamos dobok, agasalho e sapatilha da Daedo. Parabéns a todos os taekwondistas brasileiros por essas conquistas inéditas e, mais uma vez, muito obrigado à CBTKD, muito obrigado a essa comissão técnica maravilhosa e a todos os atletas, em especial à Milena Titoneli e ao Edival que honraram toda uma nação .

Carla Sofia Flores
Assessoria de Imprensa da CBTKD